O sol e a proteção solar a partir da dieta

No Verão andamos sempre mais expostos aos raios ultravioleta e com isso uma preocupação acrescida com o cancro da pele. O uso de protectores solares conferem uma protecção externa mas esquecemo-nos muitas vezes que a melhor protecção vem de dentro, ou seja, de incorporarmos nas nossas células substancias com acção parecida aos protectores solares e também de outras que impeçam a sua transformação em células anormais. A dieta é a única forma pela qual podemos obter isso de modo natural, comendo e bebendo nutrientes que ajudem a prevenir o cancro da pele.

 

O cancro de pele não melanoma, que inclui o carcinoma  basocelular e o carcinoma de células escamosas (denominado espinocelular ou epidermóide ou pavimentoso), é o mais comum nos E.U.A. estimando-se 1,2 milhões de novos casos todos os anos. A maioria destes casos acredita-se dever-se a exposição excessiva a radiação ultravioleta da luz solar. Com o aumento das radiações devido a diminuição da camada de ozono, agentes protectores orais são de grande interesse para prevenir este tipo de cancro.

 

 

Bebidas interessantes

O chá preto tem vindo a demonstrar um efeito preventivo contra o cancro da pele. Tanto as epicatequinas do chá verde como as teaflavinas do chá preto têm efeitos protectores contra a formação do carcinoma e protecção celular.

 

Os citrinos, além de fornecerem vitamina C, ácido fólico, potássio e pectina, contêm fitoquímicos bioactivos com efeitos anti-mutagénico elevados, na sua casca. A grande diferença entre o sumo e a casca, é que a casca tem maior concentração de vitamina C e fitoquímicos como o d-limoneno, hesperidina, naringina e aurapteno. A maioria destes fitoquímicos tem efeitos anticancerígeno.

 

Beber chá preto ou verde com casca de limão parece ajudar a diminuir o risco de cancro da pele, neutralizando efeitos nefastos das radiações nocivas (BMC Dermatology 2001, 1:3). É uma solução barata e saborosa para levarmos connosco para todo o lado juntamente com o protetor solar. No entanto há que ter atenção ao uso excessivo da casca de limão pois contém óleo essencial fotossensibilizante. Um pouco terá efeitos positivos. Bastante casca de limão pode ter efeitos contrários causando mais queimaduras solares.

 

Outra bebida deliciosa com efeitos comprovados, pelo menos em animais de laboratório, na prevenção de cancro da pele é a infusão de Rooibos. Rooibos é uma planta originária da África do Sul, muito apreciada na Europa quer como bebida quente quer como refresco de verão, especialmente para crianças pois não contem estimulantes como o chá verde e o chá preto, não necessita de açúcar e tem um paladar delicioso. Também existe na variedade verde ou fermentada (alaranjada) sendo esta a mais comercializada. A esta bebida na África do sul são atribuídas propriedades no alivio de insónias e alergias e no Japão é considerada “anti-aging”. Um estudo revela que os seus antioxidantes podem ter um potente efeito inibitório sobre a formação de tumores da pele (Cancer Lett. 2005 Jun 28;224(2):193-202)

 

Alimentos protectores

Alimentos ricos em carotenos pois ajudam a proteger-nos dessas radiações e a ganhar uma cor bonita de pele. Este tipo de antioxidante, quando ingerido, tem tendência a concentrar-se na pele, algo que muitas pessoas já observaram que com a ingestão elevada de cenouras começam a ficar cor-de-laranja. Os beta-carotenos, por exemplo, que estão presentes na abóbora, cenouras, batata-doce, meloas cantaloupe, mangas, tangerinas e folhas de dente-de-leão concentram-se na pele ajudando a dar um bronzeado alaranjado e protegendo as nossas células desde dentro contra as radiações ultravioleta, diminuindo o risco de queimaduras e alterações da pele.

 

Felizmente a cor alaranjada pelo consumo excessivo é reversível não havendo grande toxicidade. No entanto, aconselha-se as mulheres grávidas a não consumirem em excesso.

 

Outro tipo de caroteno muito protetor para a pele é o licopeno. Este tem cor vermelha e consumo em excesso pode causar um coloração laranja escura, que também é reversível. Como tal, também se pode concentrar na pele, dando proteção conta as radiações. Encontramos na melancia, pimentos vermelhos e tomate.

 

Como estes pigmentos ou antioxidantes encontram-se dentro das células das verduras, por exemplo no caso do tomate conseguimos mais licopeno se o consumimos em molho, sopa ou sumo do que em saladas. Uma boa opção para o verão é sem duvida um bom gaspacho!

 

Por ultimo não podemos esquecer os frutos vermelhos, ricos em antioxidantes e muito hidratantes são bons companheiros da dieta de verão.

 

Resumindo, opte por comer mais saladas com cenouras, pimentos e frutos vermelhos, gaspacho ou creme de abóbora, comer fruta rica em carotenos e água como a melancia ou meloa cantaloupe. Opte por comer também mais marisco, pois contêm carotenos conhecidos por astaxantinas. E não se esqueça do chá verde ou preto ou rooibos, ótimo refresco para as crianças e substituto de refrigerantes.

 

Use também um protetor solar e para depois do sol, trate a sua pele com carinho hidratando com um pós-solar que proteja a pele da exposição solar. Opte por formulas contendo Aloé ou malva pois ajudam a tratar queimaduras solares. No caso de queimadura solar e não ter em casa nada para acalmar a pele, pode sempre cortar tomate às rodelas ou fazer sumo de tomate e aplicar sobre a pele.

 

André Dourado

Quem é?